11.10.09

Beija-me!


Beija-me, quero teu corpo coladinho ao meu,
Beija-me, eu dou a vida por um beijo teu,
Beija-me, quero sentir o teu perfume,
Beija-me com todo o teu amor,
Se não eu morro de ciúmes.

Ai, ai, ai que coisa boa,
O beijinho do meu bem,
Dito assim parece à toa,
O feitiço que ele tem.

Ai, ai, ai que coisa louca,
Que gostinho de final,
Quando eu boto a minha boca nos teus lábios de coral.

Thalma de Fereitas

Nenhum comentário: