1.8.09

Lembrei!

Comentei outro dia sobre uma comunidade de troca de livros que soube há alguns anos atrás. Pois é, lembrei do seu nome: bookcrossing.

A idéia é que o livro não tenha um proprietário. Uma vez registrado, o livro é abandonado em um lugar público com as indicações que pertence à essa comunidade (incluindo o site). Quem encontrá-lo, adere à essa e, após ler a obra, abandonará novamente em um lugar público. Dando continuidade ao processo.

Também é possível buscar obras e pesquisar onde serão abandonadas, para que tente capturá-las.

Enfim, uma boa ideia!

p.s: Atualmente, no Rio, 29 obras estão transitando.


Um comentário:

C.C. disse...

Quando o Rossine mudou-se de copa pro seu pequeno apê nas laranjeiras, saiu a abandonar livros e cds pela cidade - em ônibus, praças e afins...
achei tão poético...

bacana essa diéia!