24.3.08

caviar à Notre Dame


De muita inspiração para os poetas e sonhadores, onde hoje abriga mendigos ao lado de 'moderninhos' da haute société parisiense; o rio Sena foi cenário da festinha privé do menos discreto dos nossos imortais.

Não diferenciando de sua camarada de profissão, Bruna Surfistinha, o intelectual brasileiro contou com pomposas e ilustrosas figuras desconhecidas do métier internacional, como também com a presença do mais caro champagne francês (preste atenção: mencionei "o mais caro" e não "o melhor"!!! São superlativos de superioridade diferentes!). Sobre o som das ondas cremosas do poluído Sena e músicas de gosto duvidoso, algumas até mesmo compostas pelo nosso querido aniversariante; os convidados deslumbraram-se com a paisagem elegante da Cidade Luz cujo o ponto alto foi a paradinha defronte a Notre Dame, localizada no 1 ère arrondissement parisiense.

Mago, brasileiro, católico e de vestimenta umbandista; o mais publicado e imortal escritor mostra assim não negar as suas raízes brasileiras. Afinal, nada mais popular que uma festinha básica!


trilha sonora: frank sinatra_new york, new york
inspiração: jornal o dia
foto: "coelho, o imortal" cedida pelo tio google


Um comentário:

Antonio disse...

"Mago, brasileiro, católico e de vestimenta umbandista"
MUITO BOM !
Aliás o blog tá maravilhoso, mas esse post foi fenomenal !